segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

OS SENTIDOS NA COMUNICAÇÃO - DEFICIÊNCIA AUDITIVA

OS SENTIDOS NA COMUNICAÇÃO - DEFICIÊNCIA AUDITIVA
A questão da comunicação para a pessoa com deficiência auditiva é um dos assuntos que mais cedo recebeu atenção de pensadores e educadores na história ocidental, desde aproximadamente o século XV. 
O debate pode ser simplificado entre a afirmação de que o pensamento é impossível sem a palavra à constatação de que a habilidade de comunicação é intrínseca ao ser humano. O ambiente social — a família, a escola e o convívio social — é fundamental para o desenvolvimento das habilidades humanas de comunicação, seja a criança ou jovem com ou sem deficiência auditiva. Qualquer criança, se não estimulada a se comunicar — oral, gestual, expressiva e/ou graficamente — a habilidade será prejudicada em seu desenvolvimento. 
A habilidade de comunicação deve ser entendida tanto para a apreensão do conhecimento, como para a expressão objetiva e subjetiva do conhecimento e da experiência de vida. 
O desenvolvimento de técnicas educacionais para o ensino da linguagem oral da pessoa com deficiência auditiva já é conhecido na história europeia desde o século XVII, e consiste em estimular a criança a “ouvir” o som das palavras com o olhar, observando o movimento labial (leitura labial) de seu instrutor e interlocutor. Nesta mesma época, a língua de sinais já era adotada como técnica no desenvolvimento da habilidade de comunicação dos surdos. 

 Fonte: http://www.memorialdainclusao.sp.gov.br/br/anexo1/sent_com_auditiva.shtml

Nenhum comentário:

Compartilhe

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...